Motor City Madness & R’n’R, MTHRFCKR

Garage rock podre com arte do Mestre Etê cheia de zumbi/caveira podre.

Coisa linda, né?

Esse é o quarteto gaúcho Motor City Madness, que inclusive participou da tal chivetarama 02 [bit.ly/chivetarama2], coletânea safada, lembra?!

Juntos desde o ano passado, Sergio Caldas [guitarra/voz], Cassio Konzen [guitarra], Rene Mendes [baixo] e Rodrigo Fernandes [bateria] não perderam tempo, logo soltaram o EP R’n’R, MTHRFCKR.

Recentemente saiu o clipe de Schizoid, dirigido por Sergio que virou um filme mini-metragem. Conversamos com ele pra conhecer um pouco mais da banda!

Ah, o vídeo, que tem Josiane Aguiar e Igor Assunção no elenco, concorre ao Prêmio de Mini Curtas da RBS – quem quiser ajudar, clique aqui e vote!

– Quando a MCM foi formada e de que bandas vocês vieram?
A banda foi formada em agosto de 2012. A formação é Sergio Caldas [guitarra/voz], Cassio Konzen [guitarra], Rene Mendes [baixo] e Rodrigo Fernandes [bateria]. A gente tocou em várias outras bandas, a minha última foi a Los Vatos [myspace.com/losvatosrock] – punk rock ramoneiro -, o Rodrigo e o Rene tocaram na Yesomar [myspace.com/yesomarock] e nos Galgos [facebook.com/GalgosOfficial] – que são bandas parecidas com a gente – e por aí vai.


– Quais são as principais influências?
Cara, influências são várias… MC5, Radio Birdman, Zeke, Motörhead, Tarantino, Hitchcock, filme de guerra, essas coisas.

[arte: Etê | daniel-ete-illustrations.tumblr.com]
motorcitymadnessete

– A capa do EP foi feita pelo Etê, com aqueles zumbis podres/lindos. Qual a importância da arte nos dias de hoje, onde tudo é virtual?
Quando eu era mais novo ia pras lojas de disco ver os lançamentos e tal, mas eu não tinha toca-discos em casa e ficava olhando as capas dos LPs. Na real uma das curtições de comprar um disco novo sempre foi ficar vendo os detalhes da capa, do encarte, tentando ver qual é a sacada. Depois com CD não era a mesma coisa, mas ainda tinha o seu valor. Hoje mesmo sendo tudo virtual, a gente acha legal fazer uma capa boa, ainda que ela apareça minúscula no monitor do lado do nome das músicas no player dum Grooveshark da vida.

– Vocês acabam de lançar o clipe de Schizoid, porque essa faixa foi escolhida? Fale um pouco do vídeo.
Acho que foi a primeira que a gente imaginou que tinha cara de vídeo. Eu que dirigi e editei e a fotografia é do Alessandro Deretti. Chamamos amigos nossos pra participar do clipe, galera bonita, gente fina. Não tem muita historinha, a parada foi chegar no set e AÇÃO! O roteiro fala um pouco da ideia do som, tudo meio tenso. E desse clipe saiu um filme mini-metragem de um minuto que conta melhor a moral da música.

– Qual é o motor pra loucura na cidade?
O motor dessa doideira toda é não entrar na onda de neguinho paranóico de hoje que chateia tudo, ativista de sofá, que chama político de ladrão mas não devolve a grana quando recebe troco a mais… Todo mundo anda xarope hoje, não se diverte mais, tudo politicamente correto, libertário ditador, saca…

[foto: Aline Venturi | alineventuri.tumblr.com]
mcm_aline

– Quais são os próximos planos?
A gente tem um EP novo pronto sendo mixado, que vai ter capa do Etê de novo. Acertamos da primeira vez, vamos repetir pra dar sorte. E de resto é tocar o máximo possível, do jeito que for, pegar a estrada, conhecer gente diferente e espalhar a desgraça por aí. R’n’R, MTHRFCKR!

Mais informações motorcitymadness.bandcamp.com | facebook.com/themotorcitymadness | grooveshark.com/MotorCityMadness | daniel-ete-illustrations.tumblr.com

[arte: Etê | daniel-ete-illustrations.tumblr.com]
motorcitymadnessete2

Notícias relacionadas:
chivetarama 2 com Maguerbes, Morto Pela Escola, Facada, The Black Coffins, Zero Zero, Os Bambinos Selvagens, Desenmascarado, Lê Almeida, Motor City Madness, Merda, Renegades Of Punk, Os Estudantes, Leptospirose, Medialunas e Sujeito A Lixo
O Dia em que eu Mostrei Mukeka di Rato pro Sepultura – Assista ao Vídeo!
Vilipêndio A Cadáver – Resenha: Drakula
We Rock, You Suck! – Resenha: Muzzarelas
Queers & Queens 2013 – Entrevista: Sister Mari Trash, do Human Trash
Entrevista: Lê Almeida
Entrevista: The Black Coffins
Grunges tocando [indie/emo] rock – Entrevista: Baztian
SeuTubo 02 – Goatmantra, Black Drawing Chalks, Copacabana Club, Sobre A Máquina, Clearview e AQUëLES!
SeuTubo 01 – Clipes de Chinese Cookie Poets, Top Surprise, Forka, Montese, Krias de Kafka, Project46 e Labirinto

Comentar via site Faces

comentários

6 thoughts on “Motor City Madness & R’n’R, MTHRFCKR

  1. “Na real uma das curtições de comprar um disco novo sempre foi ficar vendo os detalhes da capa, do encarte, tentando ver qual é a sacada” …. Penso a mesma coisa, e se o lance era valorizar a arte, chamaram o mano certo, Etê rules. =)

    Ah, o som é legal, nada de extraordinário.. 🙂

    Votei lá na parada do prêmio, boa sorte pra rapeize. 😀

    • uma bela arte já faz a gente simpatizar com uma banda, né MV?! se o som for bom, casou!
      🙂
      pô que legal que votou também, tomara que eles ganhem a parada!!

    • legal que votou no curta, Arthur, eu apanhei pra achar onde era, mas votei também!
      🙂
      as artes do Etê sou até suspeito pra falar, mas a banda é bem boa mesmo!
      😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *